Páginas

20 de mar de 2009

Da série: como queimar seu filme em seis tópicos

Há alguns dias recebi a tarefa de responder um meme, contar detalhes que ninguém (ou quase ninguém) sabe sobre mim. Como meu humor não andava lá essas coisas, só conseguia lembrar de fatos tristes, mas ninguém vem aqui pra ler dramas, né? Então foi passando...

Mas é hora de arregaçar as mangas. E mostrar pra Deise, a blogueira querida que me passou o meme, que eu demoro, mas respondo.

Como ela mesmo disse, “bora contar meus segredos queima filme pra vocês”.


1 – Quando eu tinha uns seis anos, minha mãe era professora na escola que eu estudava. Na verdade era ao contrário (eu estudava lá porque minha mãe era professora). Achava isso o máximo. Orgulho danado. E me sentia como aquelas artistas famosas que querem provar que são mais do que “rostinhos bonitos”. Meu desafio era provar que era inteligente e não tirava notas boas porque espiava as provas antes dos outros (nunca espiei, não que eu lembre). Um dia, indo para o colégio, minha irmã e eu corremos na frente e nos escondemos atrás de um muro para dar susto na mãe. Quando ouvimos passos, surgimos do nada, crentes que daríamos O susto. Sim, demos. Na pessoa errada. Uma mulher que passava na rua, nada a ver com a história, levou um susto tão grande que nunca mais me saiu da cabeça.


2 – Aos nove anos eu era coroinha. Minha melhor amiga era apaixonada por um menino, também coroinha, o Diogo. Eu também gostava dele, mas achava pecado gostar do mesmo menino que ela, afinal, minha melhor amiga, né? Bem, ele a chamava de “rochana banana”, um programa que passava no SBT. Eu? err... Diogo me chamava de boca de peixe. (minha boa é pequena, mas carnudinha e nunca ninguém reclamou, hunf!). E ninguém nunca soube que eu também gostava dele.

3 – Certa vez, essa mesma amiga e eu, enchemos embalagens de desodorante com água e fomos pra janela do meu prédio molhar os outros. Bem feito de que passasse lá embaixo. Até que um homem subiu e foi tirar satisfações. Nunca senti tanta vergonha. Corremos pro banheiro, fomos nos esconder. Mas minha avó fez a gente sair e pedir desculpas. Pânico.

4 – Em 1996 a Xuxa fez um show em Floripa. Eu morava praticamente na frente do hotel em que ela e sua tropa ficaram hospedados. Adivinha, né? Fui lá, peguei autógrafos, bati fotos e virei fã desde criancinha das paquitas. Na adolescência tinha mania de colecionar recortes de jornais, revistas... daí estava na biblioteca municipal fazendo pesquisa, quando vi uma pequena foto de uma paquita numa revista. Fiz um esforço sobrenatural para não fazer barulho e rasguei a foto para juntar à minha coleção. Saí de lá me sentindo uma criminosa, furtando pedaços de revistas. Acho que levei semanas para voltar à biblioteca.

5 – Faço parte da comunidade “jornalista só paga mico”, no orkut. Tenho lá minhas razões. Uma vez, entrevistando um padre, perguntei como seria a procissão da santa. “Mas a imagem vai na procissão?”. O “é claro, minha filha” do padre, fez eu me sentir a mais burra entre os cristãos. Mas não foi pior do que pedir ao Carlos para falar com o Dunga (o técnico). Não sei se você sabe, mas o Dunga se chama Carlos. Eu não sabia. E ele se aproveitou da minha inocência (leia-se burrice), para me dar um drible daqueles. Nunca me senti mais foca.

6 – Tenho a mania idiota de lembrar de coisas engraçadas no meio da rua. Ando por aí mordendo os lábios pra não rir. Geralmente não cumprimento os conhecidos, não por maldade, mas distração mesmo. Em compensação, ganho “ois” e sorrisos de desconhecidos que pensam que to cumprimentando eles quando sorrio do nada no meio da rua.


Pensando bem, lembrei de várias outras idiotices da minha vida. Mas fica pra próxima. Fique à vontade para contar suas bizarrices nos comentários. Vou adorar!


Beijos e ótimo final de semana.
Ah, e se alguém ver meu humor por aí, diga a ele que estou com saudade.
AgradIcida.

3 comentários:

RODRIGO BRASIL disse...

Hehehe! Como prometi a Kellen vou queimar meu filme em 3 tópicos!

1° - No mesmo bairro onde eu moro até hj tem um uma area verde e em uma das montanhas em volta, tinha uma plantação de cana e a noite em pleno verão eu com meus 9 ou 10 anos ( tem tempo!! ), estava com os amigos chupando cana e derrepente acenderam uma luz em um prédio em frente e a mulher estava trocando de roupa! Resumindo fomos chamados de tarados e levamos aquele esporro!hehehehe. OBS: E nem vimos ela nua, DROGA!HEHE!


2° - Essa eu lembro a idade, foi no 7° periodo da fisioterapia. Estava saindo do estágio da UTI de um hospital e fui tomar agua, como ja tinha tirado o jaleco e não estava de branco, fui beber agua em frente a maternidade e derrepente sai umas 5 pessoas mais uma medica e começam a me abraçar e a me parabenizar dizendo que é uma menina! Hhehehehehehe! E foi tudo tão rapido que me puxaram para dentro de uma sala para ver através do vidro a criança, e ai o pai da moça olha para mim e fala assim: - Como assim vc é o pai da minha neta! Hhehehe ! Nossa que gorila que eu paguei!

3° Essa foi a pior do ano de 2008, na facul de med! Chegando na facul tinha na porta da sala uma menina igual, mais igual de costas de uma amigaça que ela é baixinha e eu pego ela por tras e ameaço virar de cabeça para baixo! Não é que eu virei ela e depois nao era ela! Hehehehe! Me ferrei pq a menina é monitora de uma materia terrivel ou seja me odeia ou talvez ame vai saber! Hehehehehe!

Existe algumas fortes, mas a Kellen falou que nao poderia postar nesse horário!


RODRIGO BRASIL

Deise Duarte disse...

Me afinooooo!
Eu tbm era filha de professora e tinha que provar que rea brilhante mesmo! hahaha
Nunca roubei biblioteca, mas a idéia de carregar o Xango do Jô pra casa qdo eu tinha 11 anos me fascina até hoje. A bibliotecaria me disse que era forte demais para mim. Acho que ainda é pq ainda não li.
E eu rio muiiitoooo no meio da rua. As vezes pros outros, as vezes dos outros mas geralmente de bizarrices cometidas por mim.
Acho que tu é minha irmã...hehe

Beijinho!

brasilecv disse...

Ja que stamos abertos para queimar o filme aqui vamos queimar entao...

1 - Certo dia em alguns desses verões, nós sentados na beira da praia em Laguna. Estavam eu , will e ruanito. AI gelada vai gelada vem, eu tirei meu boné e perguntei na mesa. Rapaaaa.. nossa meu cabelo ta caindo, vcs não sabem de nada para queda de cabelo. Num tom alto e rapido como um foguete o ruanito responde: 'PASSA BARBOSA BRASIL'. Ou seria babosa...hehehe
Rimos a semana inteira disso.

2 - Isso quem conta é a minha mãe Estudava no pré-escolar, tinha la meus 7 anos ou 6, Numa bela tarde ensolarada, minha mae em casa fazendo seus afazeres qdo se depara comigo na porta. Mae: Rafael O que tu tais fazendo uma hora dessa em casa. Rafael: Mae vim assoar o nariz. Eu assoei sim o nariz mais foi de tapa na bunda, tive q volta pra escola pela orelha. E ainda dizem na escola q fuji pulando o muro. ehehhehehe
Sera q gostava de estuda desde de novo???? hehehee