Páginas

9 de jul de 2010

São Paulo da Garoa (parte 2)

Volta e meia eu entro numa nóia de parar de escrever bobagem e manter a linha de menina séria. Depois que uma amiga contou que uma fonte chegou na entrevista sabendo detalhes sobre ela, corri pro google e vi que meu passado me condena. Sobrou pro blog. Férias pra ele.

Mas daí aparecem milhares de leitores a Aline pedindo pra atualizar e... tô aqui.


Vamos ao que interessa! (ou não...)


A vida em São Paulo tá bem boa. Correria, trabalhos, gatinhos, ótimos contatos, novas amizades. O que pega é a mania deles de tucanar as coisas. Não tem nada mais tabajara do que festa junina em São Paulo. O quentão não é de vinho. O que vai vinho é "vinho quente" e não vai cachaça. Então temos: quentão: cachaça com gengibre. Vinho quente: vinho... quente.
Daí quando eu digo que tem que misturar os dois... parece que sou um ET.
E o milho verde? é servido num prato e comido de colher. Ridículo!!!

Sem falar que vai purê de batata no cachorro quente. Hahaha

**
Mas já que tô falando em comida, os preços são estupidamente sacanas nos barzinhos da vida. A capirinha que eu pagava 8, 10.. aqui é 15, 19... o jeito é ser natureba.

**

Ainda falando em comida, fiz essa foto um dia desses no ônibus:




Porque eles gostam das coisas muito bem explicadinhas nos seus míííínimos detalhes.

;-)


Então é isso. Beijo, abraço e aperto de mão.