Páginas

25 de mar de 2010

Falando sério

Recebi esse texto por e-mail e fiquei com uma baita preguiça de ler. Mas "arrisquei" e gostei logo na primeira linha. Leia. Nem precisa mexer o traseiro gordo. Só clica em cima da imagem.
Eu recomendo. ;-)


8 de mar de 2010

Anúncio

No MSN é assim... cada um anuncia o que precisa.

























Mas vai da gente ler direito.








Maldita mente suja!

;-)


***

Se você é meio ceguinho clica em cima da imagem.

.

5 de mar de 2010

Dormir no ponto

Tô com a incômoda sensação de ter dormido no ponto. Agora acordo com aquela dor no corpo e consciência de quem fez cagada. Na verdade, não é o que fiz, mas o que deixei de fazer.
Daí o despertador toca e é hora de sair correndo atrás do bonde. Desastrada do jeito que sou, vou tropeçar muitas vezes até alcançar o bendito. Mas eu alcanço e ainda vou sentar na janelinha. Anota aí.



Metáforas à parte, a lição que fica pra mim, e tomara que pra você também, é: não durma no ponto. Permita-se no máximo um breve cochilo se estiver muito cansado, mas não ferre no sono. Vai fazer diferença.


#lamentandoumanotíciaruim #comemorandoumanotíciaboa


Bom final de semana!

=)

3 de mar de 2010

Mico Meu

Conhece alguém que consegue levar dois big tombos no mesmo dia? Muito prazer, Kellen Rodrigues.

Ontem foi um dia de desastres.

Fiz visitas em duas minas de carvão... andei pra lá e pra cá em pedrinhas, barro seco, subi escadas com aqueles furinhos que engalham o salto, sabe? (sim, a gênia foi de salto). Mas não caí, não tropecei, nem me sujei. Orgulho de mim.

Indo pra casa no final da tarde - correndo porque tinha um evento chique pra fotografar à noite – tropeço numa calçada esburacada. Câmera pra um lado, bolsa pro outro... fiquei de quatro no meio da rua. O instinto foi jogar a mão no chão pra proteger o rosto (sei lá, mas o que me veio na cabeça foi: não posso quebrar o dente da frente. Questão de estética né, gente). E a mão doeeeeeu. Daí pego o desgraçado do tamanco e adivinha? Arrebentou. Com as pessoas me olhando e perguntando se estava tudo bem eu só conseguia rir e mostrar o safado arrebentado enquanto andava descalça em pleno Centro.

Chego em casa ralada, me arrumo correndo e vou pro evento chique. Lá pelas tantas resolvo ir ao banheiro que fica no final da escadaria. Veja bem: escadaria. Quando vi, tava no chão DE NOVO. Agora, além da mão inchada, ganhei dois joelhos roxos. Ô dó.

Volto pro salão e vou contar o episódio pra um conhecido, o Fernando. Nada de mais, se ele não tivesse corrigido que o nome dele é Eduardo.

Mas tudo bem. Cheguei em casa viva. Hora de tirar a roupa... daí descubro que andei pra lá e pra cá no evento chique com a etiqueta da blusa nova aparecendo... o preço, o tamanho...

Desisto dessa terça-feira. Vou dormir que é mais seguro. Daí sonho que um velhinho tarado queria me agarrar (???).


Bem, já é quarta. Levantei e vim trabalhar. Mas o dia é longo.

Oremos.


*********




Ei, agora tá na sua vez. Tem um mico? Conta aí!!

.