Páginas

26 de nov de 2008

Eu vô!

Tem jornalista que é tão engraçadinho...

Manchete no Terra:

Kaká dá show de talento com duas bolas


**

hmmmmm
Duas bolas e um meia-atacante...

25 de nov de 2008

Gente inocente?

Fui no shopping com uma amiga e lá pelas tantas entramos na casinha do Papai Noel. Tinha uma caixa com várias cartinhas, muitos pedidos para o "bom" velhinho. Peguei uma pra ler.
Com toda a minha inocência (hehe), escolhi uma folha bonitinha com desenhos ao redor, uma coisa rosa super meiga, pensando encontrar algo do tipo: "Eu quero uma boneca", "uma casinha da Barbie", "uma roupa de princesa"...

Santa inocência!

"Eu quero um namorado". (Sim, estava escrito isso).

Não fazem mais cartinhas como antigamente...

**

Em tempo: diz minha amiga que nem adiantar pedir que o "velho surdo e esclerosado" não acerta o alvo... experiência própria rsrs


Por via das dúvidas, vou pedir um chocolate...

24 de nov de 2008

Diz aí

E pra 2009 qual é a boa?

Botar aparelho? voltar pro inglês? fazer pilates? Siiiiiim.
Mas minhas mudanças vão além disso. Em 2009 quero ir para Pasárgada.

E eu vou!


E você? conta aí pra mim vai...

;-)

Dilúvio

A situação está crítica em Santa Catarina. É tanta chuva que já esquecemos como é ver o Sol. Onde eu moro, o sul do Estado, que já teve o Furacão Catarina e outros fenômenos semelhantes, desta vez foi poupado. Em compensação, de Floripa pra cima está triste de se ver. Diz uma amiga que parece que quando Deus quer castigar o Brasil aponta o dedo para Santa Catarina.
Particularmente, não acredito que as coisas ruins sejam castigo. Porque crianças que morrem soterradas não tinham do que ser castigadas. Mas é triste. As pessoas levam anos pra construir suas casas, passam o maior sacrifício e em um instante tudo está embaixo d’água, embaixo da terra. Foge do meu entendimento.

**

Mas se pararmos para pensar, na vida é assim a todo instante. É sempre um recomeço. É preciso estar preparado para as mudanças e aprender algo com elas. Não que a gente mereça coisas ruins e nem tem que se conformar isso. Mas o sofrimento, de alguma forma, ensina.
Se um sonho ou algo planejado, que durante muito tempo acreditamos ser o melhor pra nós, vai por água abaixo, pode (e provavelmente vai) parecer uma tragédia. Mas tudo na vida se supera. A exceção deve ser a morte de filhos, imagino que seja a pior dor que existe. No mais, tudo é superável, tudo é transformável, tudo vira aprendizado.
O que não dá é se achar o mais desgraçado do mundo e pensar “isso só acontece comigo”. Coisas boas e ruins acontecem com todo mundo, o tempo todo.
O segredo é identificar as oportunidades e aproveitar as coisas boas. Senão, passamos a vida toda num jeitinho "mais ou menos", apegados nas partes ruins e achando que felicidade é lenda.

21 de nov de 2008

Silence

"Tem dias que eu não quero dizer nada. Quero apenas o direito de ficar calado sem ter de explicar o porquê de estar assim".


Fábio de Melo (o padre-galã).


**

Não sei se é a chuva, o frio ou o sono...
Mas tudo o que eu queria agora era uma cama preguiçosa pra deitar...

*

Hã? é sexta? \o/

Então, ótimo final de semana!

:-)

18 de nov de 2008

Conto de fadas precoce

Os dois se conhecem pela internet, passam meses de papo vai, papo vem... se apaixonam e decidem: é a hora de se ver, se tocar. Mas há impedimentos.. a distância, as famílias...
Ela então junta uma grana, coloca a mochila nas costas, deixa seu Estado pra trás e vai encontrar o "amor da sua vida".

Lindo, não?

Seria, não fossem alguns "detalhes".

Ela tem apenas 13 anos. Ele 17.
Ela veio de São Paulo para Santa Catarina de carona.
Ela não avisou ninguém e quase matou todo mundo de susto.
Ah, e ela trouxe uma faca na bolsa, só para o caso de ele ser um Lindenberg...

***

Isso não é invenção da minha mente insana. Está no Correio do Sul de hoje e pode ser lido também no Sul Notícias.

Repare no detalhe na foto do quarto do rapaz: rodeaaado de RBD. Se aventurar sei lá quantos quilômetros atrás de um cara que adora RBD é demais, né? Vamos combinar...

**

Brincadeiras à parte... como diria a Jú... que medo da inclusão digital!


**********



Semana corriiiiiiida. Bem do jeito que eu adoro!
Assim o tempo passa, as coisas se ajeitam... e todo mundo vive feliz para sempre!

14 de nov de 2008

Pegação no Second Life

E no Terra:

"Caso" virtual provoca divórcio na vida real

Uma britânica pediu o divórcio depois de contratar uma detetive e descobrir que o marido a traía com um avatar feminino em um mundo virtual.

***

A história é tão doida, mas tããão doida que vale a pena ler até o final para dar umas risadas.

E se você não tiver se divertido o suficiente, vá até a enquete e veja a cereja do bolo.

**

Ô mundo estraaaanho!!!

Variando o cardápio (?)

Meu MSN é mesmo uma comédia. Tem pessoas muito legais e gente completamente sem noção, que pede pra ser bloqueada.

Ontem, no auge do meu saco-cheio, me aparece um conhecido dos tempos da faculdade, que nunca foi amiiiiiigo, é um contato profissional. Dia desses, a Fran, minha amiga e parceira de apê, contou que o dito cujo a convidou para sair. Tudo bem se não fosse um “detalhe”: o safado é casado!

Depois daquele básico: oi, como vai, já casou? e etc, etc... começa o espetáculo. Para preservar a identidade do fulano, apesar de ele não merecer, vou chamá-lo apenas de Palhaço (já que eu leio o HTP haha).


Palhaço diz:
tu mora com a assessora da prefa?

Kellen diz:
Sim

Palhaço diz:
Hum

Kellen diz:
e mais outra jornalista
Kellen diz:
somos em três lá em casa rsrs

Palhaço diz:
hum...me convida um dia pra ir lá
Palhaço diz:
Hahahahaha


Kellen diz:
sim sim.. tu e a tua mulher são convidados pra tomar um café lá em
casa qqer hora dessas hahahahha

Palhaço diz:
nãoo, eu sozinho apenas

Kellen diz:
hahaha tais com segundas intenções com a Fran é? hahahahahaha

Palhaço diz:
se ela topasse né

Kellen diz:
se eu bem conheço ela não vai topar nunca não... pq tu é casado

Palhaço diz:
hum
Palhaço diz:
e tu? toparia?


**

Pois é, meu povo. Dei muita risada e levei na brincadeira... (já que não posso mandar pra puta que o pariu por questões profissionais).

Mas, juro que pensei que ele ia perguntar: ta, e será que a outra do apê não topa? Hahaha

Não sei se ficou com vergonha ou putiado, mas saiu do MSN e está off até agora... pelo menos pra mim... Rá!

***

Ótimo final de semana!

Amanhã vou passear em locais onde passei ótimos momentos na infância e começo da adolescência... ai ai (suspiros)...

Kisses!

13 de nov de 2008

Figos

Na semana passada recebi um convite para conhecer a pousada Vale dos Figos, em Urussanga. Topei. A inauguração foi ontem com um café da manhã para jornalistas e passeio pelo local (no interior do município, o que é praticamente um pleonasmo).
O lugar é lindo, cheio de verde, os bangalôs são fofos, o pessoal atencioso e o café dos deuses. O problema é que eu devo ser irresistível aos mosquitos, aranhas e todo tipo de inseto que existe no meio do mato.
Hoje tô aqui, com as mãos inchadas, me lavando de álcool, dói pra digitar... pelo menos tenho um pote de doce de figo com nozes pra devorar em casa...

**

Essa semana tô tão manhosa que é melhor nem dar as caras por aqui... Aliás, tô evitando computador à noite... e com isso, dando um lucro danado pra Vídeo Betha...
Ah, uma dica: “O amor não tira férias” é ótimo para quem gosta de filme com final feliz. Como sou boba, romântica e patética, adorei!

**

Ótimo final de semana!

E, Luciano, não briga comigo... senão te mando mensagem de emo... tô avisando! haha

11 de nov de 2008

Eu vou...

Vou-me embora pra Pasárgada
Lá sou amiga do rei
Lá tenho o homem que eu quero
Na cama que escolherei

Vou-me embora pra Pasárgada
Aqui eu não sou feliz
Lá a existência é uma aventura

Em Pasárgada tem tudo
É outra civilização


E quando eu estiver mais triste
Mas triste de não ter jeito
Quando de noite me der
Vontade de me matar
— Lá sou amiga do rei —
Terei o homem que eu quero
Na cama que escolherei
Vou-me embora pra Pasárgada.


********

Que o Bandeira me perdõe pela salada que fiz... mas quero ir para Pasárgada!

Só falta descobrir onde fica... rsrs

*

O original está aqui.

10 de nov de 2008

Cômico e trágico

E no G1:

Idosa morre ao ser atingida pelo caixão do companheiro


Uma mulher de 67 anos morreu na madrugada desta segunda-feira (10), depois de ser atingida pelo caixão do seu companheiro.

Segundo a assessoria de imprensa do Comando Rodoviário da Brigada Militar, a idosa estava no veículo da funerária, que transportava a urna de Tapes para Alvorada (ambas no Rio Grande do Sul), pela RS-717. Um carro bateu na traseira e o caixão acabou se deslocando e atingindo a vítima.


*****


Sabe aquele papo de "até que a morte os separe"?

Pois é, esquece...

4 de nov de 2008

Frases de MSN

Minha mania de ler os nicks sempre rende boas risadas...

E hoje mais ainda...

Curte só:

MSN de um conhecido:
Cantada da semana:"Se beleza fosse merda vc estaria toda cagada"

¬¬

**
e de uma conhecida:
Me joga no Google, me chama de pesquisa e diz que sou tudo q vc procurava!

***

Pois é... sabem mesmo como conquistar, não?

Pretinho Básico

Piada do Potter.... hehehe

Estava Manoel e Maria deitados, um olhando para cara do outro, lua cheia.

Eis que Manoel diz:

- Maria, duvido que consigas me dizer algo que me deixe triste, e feliz ao mesmo tempo.

E Maria olha nos fundos dos olhos de Manoel, e responde:

- Teu pinto é o maior da vizinhança.

****

Todo mundo tá ouvindo... PB!

**

Em tempo: dia 29 de novembro tem Balada do Pretinho em Criciúma. \o/

Pode ser ou pode não ser

A imprensa adora um "pode". Basta abrir os jornais, sites e afins pra ler: Tal coisa pode acontecer.

Sim, pode acontecer. Mas também pode não acontecer. A vontade de dar o furo (no bom sentido, lógico) é tão grande que as pessoas se prendem a "pode ser que", "talvez", "deve acontecer".

Tá, em alguns casos eu concordo que a antecipação é legal e até importante. Mas peraí, viver de chutes não dá, né?

**

Daqui a pouco eu vou almoçar. Posso gostar da comida ou posso não gostar.
Vou atravessar a rua. Posso ser atropelada ou posso não ser.

Enfim, tudo pode acontecer. Inclusive eu me irritar todo santo dia com essas notícias...

Dior x Natura

Cheguei a conclusão que meu olfato é de pobre. Ontem meu estômago dava voltas e suspeitei do perfume. Mas poderiam ser as caipiras da noite anterior, então não quis culpar o coitado. Mas hoje de novo.
Pobre é foda. Entre um perfume caro e um barato adivinha qual me dá náuseas?

**

Viu, Luciano? não é só meu gosto musical que é povão... haha