Páginas

6 de fev de 2007

I love my name!

Escrevendo o post abaixo, me dei conta de quantos nomes, digamos, diferentes a gente encontra por aí...

somente hoje de manhã me deparei com dois:

Tudo começou quando resolvi tentar uma entrevista com o ministro da cultura Gilberto Gil. Pois, bem, entrei no site do ministério e fui direto em assessoria de comunicação. Estava lá o nome da assessora: Nanan.
Primeiro eu pensei que se tratava de erro de digitação. Deve ser Natan. Liguei. A secretária disse: tem que ligar pra Nanan.
Sem controlar minha curiosidade, tive que perguntar: desculpe, mas é homem ou mulher?

Era mulher. Não consegui a entrevista, mas a Nanan atendeu minha ligação com a maior simpatia. E eu com medo de começar a rir no meio da conversa. Mas me aguentei! Ufa!

Meu medo faz sentido. Certa vez liguei para um lugar e precisava falar com uma moça chamada Coleta.
- Coleta de quê? perguntou a telefonista.
Pronto, foi o sufiente para eu cair na risada e ter que desligar a ligação por não conseguir mais falar.
Ai que mico!

Segundo caso:
Continuando minha incessante procura por pautas legais, entrei no site da previdência social. Acho que é esse, nem sei mais...
E o assessor de imprensa até tem nome normal, o problema está no sobrenome: Meliga

Convidativo, não??


É por isso que eu adoro meu nome... normal!

4 comentários:

Aline disse...

Cara, essa da Coleta eu lembro. Que mico!!!!Mas tb que nome né? Por favor! Hehehe...

lucas borges disse...

hauahuahauhauahauh
me liga eh?
esse ai ja nasce predestinado a ser conquistador daqueles baratos!
ahuahauhauhauha
bjao

Lene de Costa disse...

mas qual o problema com quem não tem nome "normal"?

Daiane disse...

É mas ter nome normal não quer dizer que o dono seja...hahahahahahaha...tb quem é normal? O que é ser normal! :):)